## Última Hora ##
Um momento...
,

Por que você é canhoto ou destro?

As coisas mais divergentes são ditas sobre a canhotos, mas os clichês não são tantos: os estudos realizados falam de um fenômeno genético, mas não tão determinado, que a proporção sobre a população é uma constante na evolução humana, que se desenvolve nos primeiros anos de vida, que é simplesmente uma predisposição para usar um lado do corpo e não o outro.

Os canhotos são considerados como tendo uma vantagem na luta e no esporte, às vezes falamos de um gênio marcado, até mesmo de loucura, justificando-os com aquela distinção abusiva entre cérebro direito/esquerdo, analítico/intuitivo, lógico/criativo.

Estudamos e coletamos as informações mais importantes sobre o que é conhecido sobre canhotos, relacionando-as com as 5 Leis Biológicas e publicamos uma pesquisa monográfica muito especial (clique aqui).

OS CANHOTOS NO MODELO DAS 5 LEIS BIOLÓGICAS


Estamos acostumados a pensar que o canhoto é quem escreve com a mão esquerda ou faz a maioria das coisas com essa mão, mas isso não é suficiente para determinar a canhotice.

A pessoa canhota tem de fato uma resposta cerebral e hormonal diferente, que portanto não está relacionada à forma como a pessoa aprende ou é educada para usar os membros, mas é um caráter peculiar do organismo distribuído ao nascer por natureza em uma proporção constante, assim como o gênero sexual.

Acredita-se que a proporção entre canhotos e destros no mundo é de 1 para 10, mas na verdade é muito provável que os canhotos sejam muito mais numerosos do que se acredita: a educação que até alguns anos atrás "corrigia" o canhoto nas crianças, objetos cotidianos projetados para destros e outras razões diferentes muitas vezes levam uma pessoa canhota a preferir o uso da mão direita.

Em minha experiência pessoal, encontrei um número muito grande de canhotos ocultistas: falsos destros que sempre acreditaram ser assim por causa da maneira como escrevem.

(Quantos falsos canhotos e falsos destros? Veja a nossa pesquisa)

O teste mais eficaz de canhoto usado pelo próprio Dr. Hamer é o teste dos aplausos: a mão dominante é a que está acima da outra.

Há outros testes diferentes que podem ser feitos, mas este é o mais credenciado.

No mundo das leis biológicas, a lateralidade do corpo é um fator a ser levado em grande consideração. Isto de fato afeta a resposta de todos os tecidos que conduzem o neoencéfalo (principalmente) àqueles eventos inesperados que enfrentamos na vida. Em particular, o modo de resposta varia com relação ao papel no rebanho e em seu território, com diferenças entre homens e mulheres, canhotos ou destros.

É a partir desta intuição que o Dr. Hamer desenhou sua hipótese:

 "Biologicamente, deve fazer algum sentido que cerca de 40% das pessoas sejam canhotas. [...] Pensei longa e duramente sobre qual poderia ser esse sentido e cheguei à conclusão de que os canhotos são as "pessoas de apoio em caso de catástrofe". Obviamente, a princípio esta suposição parece não ser mais do que especulação. Mas nada na natureza acontece na falta de sentido.

[...] Não quero fazer profecias, mas a canhotice é muito mais significativa para a medicina do futuro do que geralmente temos assumido até agora".


 A MULHER CANHOTA NA FILOGÊNESE

Para explicar este conceito de forma mais acessível, vamos tentar conceber uma história de fantasia, talvez plausível, mas não demonstrável, na qual possamos imaginar explicações para as diferentes funções evolutivas de indivíduos canhotos e destros.Veremos então, com base na suposição de que nada acontece por acaso, mas tem um sentido evolutivo (5ª lei), por que os canhotos teriam uma função decisiva para a sobrevivência da espécie.

A primeira diferenciação foi sexual: o ser vivo se desenvolveu com diferentes características físicas para cumprir diferentes tarefas dentro da embalagem.

O homem desenvolveu características de força, agressividade, em suma, otimizou seu corpo para sair da caverna com o objetivo de encontrar alimento e defender o território.

A fêmea desenvolveu características úteis ao cuidado do filhote, como ternura e doçura. A agressividade nunca teria sido útil para ela, com a qual ela poderia pelo menos ter saído da caverna para ajudar o macho na defesa do território ... mas isso significaria ter que deixar o filhote sozinho e em perigo, e isso não teria sido evolutivamente consistente.

Em seguida, a fêmea permaneceu abrigada dos predadores na caverna, desenvolvendo a pelve com aquele formato de concha adequado para a gestação e acolhida do filhote, e se deixando proteger pela força física masculina.

Ela desenvolveu mais os seios com a finalidade de produzir leite para a alimentação dos filhotes. - (O macho ainda conserva os vestígios atrofiados do período de pré-diferenciação. Da mesma forma, na teoria de que a ontogênese é a recapitulação da filogenia, no nível embrionário vemos a diferenciação sexual entre a 7ª e 12ª semanas de gravidez). -

A mãe cuidou e amamentou praticamente todo o período fértil, portanto, sustentar o bebê com um braço no peito era um gesto contínuo. Esse braço estava ocupado e inutilizável para outras tarefas, então com um ele manteve, com o outro ele trabalhou.

Instintivamente, a mulher tende a amamentar no seio esquerdo, onde a união entre batimento cardíaco e nutrição atrai o bebê. Muitas vezes acontece que um bebê que está mamando no seio direito reclama depois de um curto período de tempo porque deseja passar para o outro lado.

O braço esquerdo passou a ser o mais comprometido com o sustento da criança, o direito passou a ser o dominante para as demais atividades. Nas condições de perigo constante em que se encontrava, a mulher destra poderia, se necessário, sair da caverna, especialmente na ausência do homem enquanto ele estava caçando.

Mas pelo menos uma mulher teve que ficar sempre cuidando dos filhos das outras, abrigada no fundo da caverna: a canhota.


Essa história nos ajuda a lembrar os papéis de homem e mulher, canhotos e destros.

Nessa diferenciação dos indivíduos, a natureza idealizou um mecanismo cerebral e hormonal com o objetivo de manter o rebanho, que funcionaria assim: caso a mulher destra, por causa de um conflito, aumente seus hormônios masculinos, bloqueando o ciclo menstrual (amenorreia), as pessoas canhotas na mesma situação reagem ao contrário, ou seja, com um aumento dos hormônios femininos, de modo que a fertilidade do rebanho permanece intacta.

É nessa lógica que Dr. Hamer define os canhotos como "pessoas reservas em caso de catástrofe" e, em particular, a mulher canhota seria a mulher reserva colocada como garantia da procriação.

CARACTERÍSTICAS DA MULHER CANHOTA

Deduzimos alguns aspectos da mulher canhota de seu papel biológico: ela tem instinto maternal, ela teria muitos filhos e, se não tivesse filhos, inevitavelmente teria animais de estimação.

Hoje em dia acontece com frequência que ele faz um trabalho que tem a ver com crianças.

Canhoto atrai homens, é muito leal e dificilmente se separa, especialmente se houver crianças pequenas. Ela está no comando da casa, ai de você se atrapalhar o trabalho doméstico.

Às vezes, ele pode ter dificuldade para tomar uma pílula anticoncepcional, contrapondo-se à "vocação" biológica. Ela pode antecipar os ciclos menstruais e, portanto, ter mais alguns por ano, e é mais difícil para ela ter amenorréia do que uma destra.

Quando entra na menopausa, ela tende a permanecer mais feminina e menos matronal do que a destra.

Estas parecem ser regras, mas na realidade não podem ser porque o nível hormonal em cada indivíduo é diferente, único e até variável: por isso pode haver canhotos que também são muito “testosterônicos”, assim como destros "mais canhotos" do que canhotos.

Sei que estamos generalizando aqui, mas com uma finalidade didática.

O MACHO PERMANECE NA FILOGÊNESE

O homem canhoto no cérebro e no nível hormonal também atua como um animal de reserva para a salvação da matilha.


Vamos pegar uma matilha de lobos, por exemplo, onde há um lobo alfa no comando. Sua função é manter o grupo unido. O lobo alfa é aquele que foi capaz de provar ser o mais forte, e por isso ele tem o direito de liderar os outros lobos.

Sendo o mais forte, ele também tem o direito de fertilizar as fêmeas, que acasalarão exclusivamente com ele com o objetivo de melhorar a espécie.

Os outros lobos beta "derrotados" ativam uma redução dos hormônios masculinos que entram em um estado depressivo, uma condição biológica que é útil para manter as posições e o equilíbrio na matilha.

Os lobos beta ficam instintivamente "de orelhas baixas" e deixam o lobo alfa fertilizar as fêmeas.

Mas quando o território é atacado por outro lobo, ou o lobo alfa perde sua força por algum motivo, o lobo canhoto entra em ação porque, ao contrário dos outros betas deprimidos, o canhoto aumenta os hormônios masculinos ao se tornar hiperativo.

O lobo canhoto teria, portanto, a função de substituir o líder da matilha em caso de enfraquecimento, com o objetivo de manter a matilha unida.

CARACTERÍSTICAS DO HOMEM DESTRO

Portanto, quanto mais o canhoto está em conflito de território e quanto mais reativo (e não tão deprimido quanto os outros), mais você lhe dá e mais não o detém, ele está sempre pronto para lutar, pronto para fazer frente à situação.

Enquanto o homem destro é um líder de matilha por natureza, portanto, determinado a impor sua pessoa e se tornar um líder, o canhoto busca uma meta com determinação inabalável, independentemente do reconhecimento do grupo.

Ele pode ser muito "territorial" mesmo com coisas pequenas, como seus itens pessoais, por exemplo.

Quando um destro aperta a mão de outro, ele o faz com uma atitude de "vamos ver quem é o mais forte"; quando um canhoto faz isso, ele o faz como "vamos ver se você está do meu lado".

São nuances, mas maneiras diferentes de perceber a realidade que afetam a biologia e o comportamento de maneiras específicas.

Como no caso das mulheres canhotas, também estes não são rótulos para colar nas pessoas, pois cada uma tem o seu "equilíbrio hormonal" particular e único. São rastros, úteis para observar os processos entre o psiquismo, o cérebro e o órgão e a partir dos quais podem ser obtidas informações muito relevantes.

Este artigo é uma introdução teórica útil à lateralidade, que à luz das leis biológicas assume uma importância tão acima do usual.

Para começar, você pode conferir as Lives do nosso parceiro no Brasil, no Instagram @5leisbiologicas e também os Cursos Introdutórios Online ou Presenciais: reserve um tempo para se aprofundar no assunto, vale a pena.

Se, por outro lado, você já tem um conhecimento superficial desse tema, sugerimos saber mais, dentre outras coisas, como aplicar os princípios da lateralidade nas aulas da Formação Avançada da 5LB Brasil, com o incrível professor e colaborador Luis Felipe Espinosa. Clique no link e tenha mais informações.

Continue acompanhando este site e você terá ideias mais claras ... encontre maneiras de se manter atualizado no quadrado azul na parte inferior da página.




Equipe de tradução e direção

5 Leis Biológicas Brasil

Siga o 5LB Magazine