## Última Hora ##
Um momento...
,

A causa da miopia e a educação das crianças

Até o momento, a causa das "doenças" é geralmente considerada desconhecida, composta de fatores de risco incertos, e até mesmo o desenvolvimento fisiológico é muitas vezes incerto.
As causas dos distúrbios visuais, como a miopia, são pouco compreendidas: é por isso que os estudos são conduzidos sobre fatores hipotéticos que podem estar envolvidos na etiologia.

Pesquisa: estar ao ar livre reduz os riscos de miopia em crianças.
"[...] Este distúrbio ocular atingiu níveis epidêmicos em adultos jovens em algumas áreas urbanas do leste e sudeste da Ásia. Nessas áreas, 80-90% dos graduados do ensino médio são atualmente míopes. Uma intervenção eficaz para prevenir o aparecimento do problema. [...] "
Adnkronos [ITA]
Aqui está um estudo original no JAMA [ENG]

As crianças, que passaram mais de 40 minutos por dia com seus amigos ao ar livre, tiveram uma incidência de miopia 9% menor após 3 anos.

Uma ligeira diferença, no entanto, não é possível deduzir por que essa diferença existe: relaxando por prazer, seja por exposição à luz natural, seja por uma variedade de movimentos saudáveis no ato de olhar, se é por uma mudança de atitude dos pais, se por uma contingência estatística ...
As variáveis são ilimitadas e, sem um modelo etiológico de referência, a pesquisa só pode progredir através de ensaios.

Com um modelo etiológico definido como as leis biológicas, é possível investigar com precisão, e em cada indivíduo em particular, quais são as reações do organismo que produzem o alongamento do globo ocular, denominado "miopia".
Esta deformação do olho é o resultado de um longo processo que se repete na retina, do qual você encontrará uma descrição completa aqui. [ITA]
Uma ansiedade constante em relação a um "perigo que surge nas costas", mantém a retina tensa causando os sintomas da miopia a longo prazo.

Por exemplo, uma criança criada em um ambiente cheio de riscos pode ter aprendido a ficar alerta para cuidar das costas.
Ou uma criança que cresceu com uma educação muito rígida, imersa no medo de ser constantemente repreendida, percebe enormemente cada chamada do tipo "Preste atenção alí!", "O que você está fazendo?", "Assim não!" “Não se suje!", " Cuidado para não cair!", " Você está errado!" ...
Nestes casos, o constante alerta em que a criança foi formada sensivelmente produziu o alongamento do globo ocular e a necessidade de usar óculos de adultos.

Então, nós não sabemos nada sobre cada uma daquelas 950 crianças que se submetem ao estudo, nada sobre o ambiente familiar, nada sobre a escola, nada sobre como eles percebem os pequenos e grandes detalhes de suas vidas.
Das notícias em si, nem sabemos se na China hoje existe uma tendência ao sobrediagnóstico de defeitos visuais, tanto que leva a uma pesquisa sensacionalista de 90% das crianças míopes na adolescência.
Além disso, pessoalmente eu não sei qual é o método educacional nas escolas do Sudeste Asiático, no entanto, vincular os dois seria uma aposta lógica não apoiada pelos fatos.

Desde que a pesquisa foi realizada com a intenção de encontrar um remédio preventivo para a "epidemia de miopia", a revisão desta notícia aponta para onde valeria a pena buscar e o que buscar.
Além disso, nos permite prestar atenção em como certas atitudes pessoais aparentemente não influenciadas podem afetar profundamente a vida (e a biologia) das pessoas à nossa volta, especialmente quando se trata de uma criança.

Quando eu era criança, eles me disseram: "afaste-se da televisão que estraga a visão", "pare de brincar com o computador que machuca seus olhos" ... desde então eu nunca parei de olhar para a tela com assiduidade, por diversão e por trabalho, passando por 30 anos de diferentes tecnologias, e essa atitude produziu muitos efeitos na minha vida, mas, é claro, não afetou os olhos de qualquer forma, permaneceu em um constante "10/10".


De fato, a pesquisa, ainda hoje, não consegue encontrar uma correlação verificável entre esses fenômenos: deve haver algo mais que escapa, talvez a outra coisa que propusemos hoje, aqui na Revista 5LB.

Se você gostou, siga a página aqui



Equipe de tradução e direção

5 Leis Biológicas Brasil

Siga o 5LB Magazine