## Última Hora ##
Um momento...
, ,

Prêmio Nobel de medicina Estuda sobre princípios que são a base da Segunda Lei Biológica

Nobel de medicina 2017 para Hall, Rosbash e Young: descobriu o relógio biológico.
Os pesquisadores Norte-americanos Jeffrey Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young ganharam o Prêmio Nobel de Medicina de 2017 pelo estudo dos mecanismos que controlam os ritmos circadianos. Os três pesquisadores vem demonstrando, desde a década de 80, como funciona nosso relógio interno que regula os ritmos do sono, comportamento alimentar, metabolismo, temperatura corporal, liberação hormonal e pressão arterial. O aspecto que mais interessou a maioria dos cientistas é que as regras baseadas nos ritmos circadianos são comuns às plantas e aos animais, dos mais simples aos mais evoluídos.
Fonte: Repubblica [ITA] - 2 de outubro de 2017


Foi o francês Jean-Jacques d'Ortous de Mairan que, no início do século 17, percebeu que as plantas tinham ciclos de movimento e abertura baseados na luz solar, seguindo o ritmo do dia e da noite, e que esses movimentos também aconteciam se a planta estava em algum lugar fechado e escuro, sem nenhuma luz natural. 
Essa observação significava que, de qualquer maneira, o ritmo devia ser controlado internamente pelo organismo biológico.

Os premiados com o Nobel de Medicina anunciaram que foram premiados pelo detalhado estudo sobre o mecanismo genético que permite ao organismo sincronizar com a rotação da terra, do qual surge um ramo de pesquisa chamado "cronobiologia".

Foi justamente na mesma década de 80, que o Dr. Hamer deve ter intuído a importância dos ritmos circadianos, que no modelo das 5 Leis Biológicas são um pilar importante
Hamer concentrou a atenção no ciclo do cortisol, um hormônio que regula a atividade metabólica do dia e da noite, com um ritmo em duas fases bem conhecidas:


A partir da observação das alterações deste ritmo em condições de "estresse", o médico alemão concebeu a curva bifásica dos programas especiais de sobrevivência (SBS). 
Esta curva representa exatamente as mudanças no ritmo circadiano do cortisol e do metabolismo em geral:



Na fase denominada "normotonia" o ciclo hormonal segue regularmente o ritmo diurno. 
Na fase denominada "Ativa" o cortisol é mantido em níveis mais altos para lidar com um período de "estresse". 
Na fase de recuperação chamada "Pós-Conflitólise” o cortisol diminui para níveis mais baixos para permitir o repouso após um período de "estresse".

Sobre estes simples princípios cíclicos e sobre a observação das alterações rítmicas se baseia a segunda Lei Biológica. 
Aproveitamos a oportunidade de anunciar este prêmio para aprofundar o funcionamento da curva bifásica: SEGUNDA LEI BIOLÓGICA.


Talvez alguém tenha a sensação de que o Dr. Hamer teria merecido este Nobel. 
E talvez os vencedores do prêmio de hoje não tenham tido uma vida fácil, e suas observações não são revolucionárias. 
É evidente que o Dr. Hamer estava à frente de seu tempo.

Se você gostou, siga a página aqui



Equipe de tradução e direção

5 Leis Biológicas Brasil

Siga o 5LB Magazine